“Consumidor está mais preocupado com qualidade técnica e sustentabilidade", diz diretor da Triângulo

Unindo tecnologia e respeito ao meio ambiente, a Triângulo Pisos e Painéis fabrica pisos de madeira estruturada e outros produtos de madeira de qualidade reconhecida internacionalmente. Um reconhecimento que reflete a eficiência técnica e os métodos avançados de preservação da natureza que guiam a Triângulo Pisos, parceira da Morada Eco.

Tauari Espinha de Peixe - Projeto: Arquiteta Re Fundada em 1972 e uma das primeiras empresas brasileiras a adotar o manejo florestal de impacto reduzido, a Triângulo possui sua própria área de reflorestamento e manejo: a MANOA Florestal, que foi inclusive elogiada pela ONU na publicação “Casos Exemplares de Manejo Sustentável” e ostenta a certificação Forest Stewardship Council (FSC). Não por acaso, a Triângulo é prestigiada no exigente mercado de madeira norte-americano: são mais de dois mil pontos de venda com produtos da marca brasileira, que atende a todos os requisitos da lei Lacey Act para entrada de madeira estrangeira nos Estados Unidos. Recentemente a empresa promoveu algumas mudanças em seu portfólio e na estrutura dos materiais. A linha de produtos foi renovada com a saída de algumas espécies e os pisos passaram a ser feitos com madeira maciça – alterações técnicas que fizeram o produto se tornar ainda mais estável e sustentável.

Piso em Cumaru - Projeto Pimont Arquitetura - Foto Lio Simas Quem explica como a Triângulo Pisos segue renovando seus produtos ao longo dos anos enquanto agrega cada vez mais qualidade e alta performance aos materiais é o Diretor Industrial da marca, Marcelo Granemann: A estrutura do produto sofreu diversas alterações durante os anos. A última foi passar de multilaminado para Solid Core. O que levou a empresa a fazer essa alteração e o que isso implica tecnicamente na obra do cliente e na resistência do piso? A alteração para um substrato maciço (de núcleo sólido) se deu por dois motivos: o primeiro é a possibilidade do uso de madeira reflorestada de pinus, que é amplamente disponível no sul do país, onde a fábrica está localizada. O segundo fator foi melhorar a estabilidade através de uma construção mais balanceada sem alterar a resistência do piso. Um dos grandes diferenciais da Triângulo são os selos de qualidade do ar. Quais são os critérios que o cliente precisa ter conhecimento para que possa entender melhor sobre essa questão - que é imperceptível, mas tem ótimo resultado a longo prazo? Pelo fato de exportarmos para diversos países, nossos produtos são desenvolvidos para atender normas muito rígidas - principalmente em relação à emissão de formaldeído e outros compostos orgânicos voláteis que, segundo a EPA (Environmental Protection Agency), que é a agência de proteção dos Estados Unidos, são compostos voláteis consistentemente mais altos dentro de casa e podem causar doenças respiratórias e câncer. Para atender estas normas, utilizamos apenas colas e vernizes com composição química segura e os produtos também são submetidos a testes anuais de certificação, garantindo segurança e tranquilidade ao cliente. Estamos certificados pelo Green Guard Gold, uma certificação que garante que amostras do produto foram submetidas a rigorosos testes científicos para atender a alguns dos mais rigorosos requisitos de emissão química do mundo. Desta forma, nossos produtos ajudam a reduzir a possibilidade de exposição a substâncias químicas perigosas dentro de casa. Já um produto sem a auditoria de um certificado como o Green Guard pode conter compostos voláteis e ficar volatilizando por longos anos dentro de uma residência, trazendo prejuízos à saúde de médio a longo prazo - principalmente em crianças, que frequentemente brincam mais próximas ao revestimento. Qual a visão que o mercado internacional tem da empresa? Como isso pode ser comparado com nosso mercado nacional? O mercado internacional ainda é mais exigente em relação a aspectos ambientais e técnicos do produto e ao longo dos anos a Triângulo conquistou o prestígio de uma marca de qualidade aliando o todo que ela representa: Fábrica + Manoa Florestal, rendendo o reconhecimento pela ONU de “Caso exemplar de Manejo Florestal Sustentável”, disponível no livro FAO (food and Agriculture Organization, 2010). No mercado interno, notamos um consumidor local cada vez mais preocupado com esses aspectos e contribuindo com o desenvolvimento de um mercado com produtos de melhor qualidade.


Piso Tauari Nordic - Projeto Arquiteta Re - Foto Francis Larsen


31 visualizações0 comentário