Você conhece o conceito ESG?

Cada vez mais atentas àquilo que consomem ou adquirem e preocupadas com os possíveis impactos que produtos e serviços causam ao meio ambiente, pessoas do mundo inteiro estão exigindo que as empresas sejam transparentes e responsáveis em suas ações.

Deck em Cumaru Coleção Outdoor Neobambu - projeto Duda Tonietto - Foto MCA Estudio

Várias pesquisas recentes confirmam essa tendência no comportamento do consumidor: estudo realizado pela Similarweb, por encomenda da ISTOÉ, apontou crescimento substancial na procura por itens saudáveis, naturais e em sintonia com a sustentabilidade. Já uma pesquisa da Kantar mostrou que 62% dos consumidores latino-americanos estão preocupados com os impactos de suas compras na natureza.

Piso em Cumaru Coleção Sonora Triângulo Pisos - Projeto Pimont Arquitetura - Foto Lio Simas A tendência é tão forte que levou ao surgimento de um conceito que dominou a gestão de organizações corporativas: o ESG, sigla para Environmental, Social and Corporate Governance – ou Governança Ambiental, Social e Corporativa, em tradução livre. Hoje, empresas do mundo todo estão correndo atrás para adequarem-se ao conceito ESG em busca de uma imagem “sustentável”.


Não é o caso de empresas que, como a Morada Eco, já nasceram fundamentadas e guiadas por responsabilidade social e ambiental antes mesmo da sigla ESG ser popularizada. O mesmo acontece com todos os nossos parceiros e fornecedores, criteriosamente selecionados com a premissa de que sigam os mesmos preceitos que nos orientam.

Deck em madeira termotratada Lunawood - Projeto Sigge Architects Muito bem-vindo sob a perspectiva de que eleve o grau de sustentabilidade de empresas e organizações, o conceito ESG também pode ser usado para mascarar atividades não-sustentáveis e criar uma falsa imagem de responsabilidade ambiental – prática conhecida como Greenwashing.


Priorize empresas e produtos realmente compromissados com a natureza. Ajudar a preservar e renovar, afinal, vai muito além de uma ação de marketing.


10 visualizações0 comentário